Lugares para conhecer na América do Sul. 8 Destinos irresistíveis!

Mostraremos para vocês os lugares para conhecer na América do Sul que farão você repensar antes de tirar férias em lugares longe como a Europa, por exemplo.

Nós brasileiros somos muito privilegiados por sermos cercados de tanta beleza! O Brasil e a América do Sul tem papel garantido para uma viagem dos sonhos.

Confira abaixo os melhores lugares para conhecer na América do Sul e nos diga se não são lugares que todo mundo deveria visitar um dia!

Mas antes de mostrar os lugares para conhecer na América do Sul, trarei algo bom para você que pretende viajar, independente do lugar!

Este painel abaixo encontra promoções em hotéis ou pousadas em qualquer lugar, basta que você coloque o nome da região ou hotel que gostaria de ir. Clique em “ver todas as ofertas” para que você tenha acesso a todas as promoções disponíveis : – )



Booking.com

Lugares para conhecer na América do Sul – #1 Machu Picchu – Peru

Lugares para conhecer na América do sul - Machu picchu
A Cidade Perdida dos Incas, Machu Pichu, é uma bem conservada cidade pré-colombiana.

Localizada a 2400 metros de altitude, no Vale do Rio Urubamba, atual Peru, é um lugar surreal.

Para conhecer a riqueza da história local, é recomendável o passeio com guia local.

Faça caminhada pela ponte Inca e se desejar escalar a montanha, compre os ingressos bem antes.

Para guardar de recordação, na saída carimbe o passaporte com o logotipo de Machu Picchu.

É visita obrigatória conhecer esse lugar sagrado, cheio de energia Divina.

Dica:- Leve protetor solar, repelente e bastante água. A melhor época para visistar é junho, não tem chuva. Use roupas e sapatos confortáveis.

Lugares para conhecer na América do Sul – #2 Galápagos Islands – Equador

Lugares para conhecer na América do sul - Galápagos
É um grupo de 58 ilhas vulcânicas, seu nome oficial é Arquipélago de Colón, localizado no Oceano Pacífico.

Com imenso potencial turístico, seu valiosíssimo ecossistema tem sofrido ameaças causadas pelo homem.
Hoje o governo tenta frear com limitação de entrada e altas taxas.

Há um grupo de 13 ilhas principais e dezenas de outras ilhotas que preservam o habitat de espécies como leões-marinhos, tartarugas gigantes, iguanas, aves como os albatrozes.

Além da observação de animais, as ilhas oferecem grutas, belas praias com opção para mergulho.

O local de melhores acomodações é Puerto Ayoka em Santa Cruz, de onde saem os passeios.
Outras opções de acomodações estão nas ilhas de San Cristobal, Isabela e Floreana.

É possível fazer um cruzeiro e visitar mais ilhas, mas não pense em nada luxuoso, Galápagos tem seu relevo esculpido por atividades vulcânicas e o estilo de vida é selvagem. Há poucas atividades noturnas.

O período de alta temporada é no meio de junho à começo de setembro e do meio de dezembro até janeiro. (é seguido o calendário de férias dos EUA e Europa, de onde vem a maioria dos visitantes).

Nesse período reserve com antecedência pois o Parque Nacional Galápagos limita o número de turistas.

De dezembro a maio, é temporada de chuvas, o que não impede as atividades aquáticas.

Quando as chuvas acabam a partir de março e abril, a paisagem muda e as árvores voltam a produzir folhas verdes e a florir.

De junho a novembro (temporada seca), a fartura de peixes, plâncton, a corrente de Humboldt chegam as ilhas com força total, e oferecem um período favorável à reprodução das espécies.

É exigido o Certificado Internacional contra febre amarela, e a língua é o Espanhol.

Lugares para conhecer na América do Sul – #3 Fernando de Noronha – Brasil

Lugares para conhecer na América do sul - Fernando de Noronha
Fernado de Noronha é um arquipélago do Estado de Pernambuco. Distante de 360 km de Natal e de 545 km de Recife.

Formado por ilhas e rochedos de origem vulcânica, é constituído por 21 ilhotas sendo a principal com 17 km.

Após ser explorada e invadida várias vezes por ingleses, franceses e holandeses, após a segunda guerra mundial, o território tornou-se federal e passou a abrigar a base avançada de guerra.

Em 1988 voltou a constituir-se distrito estadual de Pernambuco, quando foi declarado Parque Nacional, para a proteção das espécies endêmicas já existentes.

Uma grande concentração de golfinhos rotadores se agregam na Baía dos Golfinhos, o lugar de observação mais regular do planeta.

A Unesco declarou Fernando de Noronha Patrimônio Natural da Humanidade.

Atualmente a economia do arquipélago depende do turismo, que é restrito pelas limitações de seu ecossistema a ser preservado.

O clima é tropical (quente o ano todo), as chuvas concentradas estão entre fevereiro e julho, sendo que abril é o mais chuvoso.

Praias do Mar de Dentro:

  • Baía e Porto de Santo Antônio
  • Praia da Biboca
  • Praia do Cachorro, na Vila dos Remédios (Centro Histórico)
  • Praia do Meio
  • Praia da Conceição ou Italcable
  • Praia do Boldró, Vila Boldró
  • Praia do Americano
  • Praia do Bode
  • Praia de Quixabinha
  • Praia da Cacimba do Padre
  • Baía dos Porcos
  • Baía do Sancho (água transparente, cercada por falésias cobertas por vegetação)
  • Baía dos Golfinhos ou Enseada do Carreiro de Pedra
  • Ponta da Sapata

Praias do Mar de Fora:

  • Praia do Leão
  • Pontas das Caracas
  • Barra Sueste
  • Praia de Atalaia
  • Enseada da Caeira
  • Buraco da Raquel
  • Ponta da Air France

Próximo a ilha existe a possibilidade de se fazer mergulho avançado e visitas a Corvete Ipiranga, que repousa a 62 metros de profundidade.

A ilha possui 3 operadoras de mergulho, com níveis avançados de serviço de qualidade.

O mergulho de profundidade de 30 a 40 metros, não exige uma roupa de mergulho especial e tem visibilidade debaixo d’água que pode chegar até 50 metros.

Pontos Turísticos

  • Forte de Nossa Senhora dos Remédios
  • Fortim da Praia da Atalaia
  • Igreja de Nossa Senhora da Conceição
  • Reduto de Santa Cruz do Morro do Pico
  • Reduto de Santana
  • Reduto de Santo Antônio
  • Reduto de São João Batista
  • Reduto de São Joaquim
  • Reduto de São José do Morro
  • Reduto de São Pedro da Praia do Boldró
  • Reduto de Bom Jesus

Para estimular o congraçamento de lazer em horas ociosas, os militares construíram uma quadra de esportes na Vila dos Remédios, usada para vários fins. Voleibol, Basquete, Futebol de Salão, tem também futebol e futebol de areia.

Fernando de Noronha é reconhecidamente um dos melhores lugares do Brasil para a prática de surfe (nas praias da Cacimba do Padre, Boldró, Cachorro, entre outras).

Lugares para conhecer na América do Sul – #4 Punta Ballena – Uruguai

Lugares para conhecer na América do sul - Punta Ballena
Punta Ballena é uma das mais importantes atrações turísticas no litoral do Rio da Prata no Uruguai. É uma pequena
península de Maldonado.

No período de alta estação (verão), de dezembro a fevereiro, as praias de Portezuelo e Solanas são as preferidas,
com seus belíssimos Resorts.

Em Punta del Este, existem grutas, rochas e praia de areia grossa de onde pode se ver a Ilha Gorriti, ótimas opções de belos visuais e momentos especiais de descontração.

Ao leste da península, o ateliê e museu artístico do artista plástico Carlos Páez Vilaró, a famosa Casapueblo, que atualmente funciona um restaurante e também um hotel, são igualmente imperdíveis.

O aparecimento de baleia-franca-austral e diversas espécies de cetáceos. O governo estuda considerar do local um santuário dedicado a conservação dos golfinhos e baleias.

Passeios em Punta Ballena

Mirador de Punta Ballena

Um lugar mágico, encantador e um por do sol impagável. Está ao lado do Museo Resort Casapueblo. É recomendado ir de carro, está a 14 km do centro da cidade., não tem infraestrutura de banheiros, lanchonetes, etc. Se for necessário, use a visita ao Casapueblo.

Alugue um carro para esse passeio, vale muito a pena. Leve sempre o celular carregado, você vai conseguir lindas fotos.Tem uma feirinha que vende belos corais e ametistas, além de peças para decoração.

Playa Solanas

Um bonito por do sol, excelente para belas fotos. Praia tranquila, ideal para descansar, a água é fria, mas as crianças podem se divertir.

Os condomínios situados por lá, fazem da caminhada e apreciação das casas um delicioso dia.

Playa Punta Ballena

Uma visão deslumbrante da cor do mar, a vegetação, das pedras e da brancura fantástica da Casapueblo.
É um lugar excelente para esportes náuticos.

No final da tarde, conhecer a galeria e tomar um espumante no deck, é mesmo muito romântico e inesquecível. O azul profundo das águas trás paz ao espírito.

The Wine Experience

Você pode fazer dois passeios em um. Visite a Vinícula Narbona em La Barra com farta degustação, e em seguida Altos de La Ballena em Punta Ballena onde o destaque é a visita ao vinhedo.

Mareas Escuela de Buceo

A única operadora de mergulho de Punta Del Leste. Não é um destino ideal por diversos fatores:- a água é muito gelada, o vento e a visibilidade, tiram um pouco do potencial para quem procura um excelente mergulho.

Lugares para conhecer na América do Sul – #5 Deserto do Atacama – Chile

Lugares para conhecer na América do sul - Deserto do Atacama
Localizado na região norte do Chile, fronteira com o Peru, o Deserto do Atacama possui 1000 km de extensão e é considerado o mais árido e mais alto do mundo.

A temperatura varia de O°C. a noite à 40°C. durante o dia.

A cidade de São Pedro de Atacama é uma das poucas cidades na região, devido as condições climáticas de lá.
É considerada um Oásis no meio do deserto por isso é frequentado por todo tipo de turista.

Possui uma vida agitada com bares e restaurantes lotados pela noite adentro.
Parece uma cidade cenográfica com ruas de terra e construções simples. A moeda é o peso chileno.

Há uma significativa manifestação de arte rupestre pré-colombiana na região. Berço de uma das maiores esculturas de figura humana feita na pré-história.

O Gigante do Atacama,guarda também museus como o Museu de San Miguel de Azapa no vale de Azapadadeduer a 12 km de Arica e o Museu Del Padre Le Paige em São Pedro de Atacama.

No turismo, além de possuir interessantes artefatos arqueológicos e ambientes históricos que foram deixados pelos Chinchorros, há múmias com mais de 1000 anos, gêiseres, salinas, lagoas coloridas, vulcões, vales verdejantes e cânions de água cristalinas.

Os melhores meses para visitar são Março, Abril e Maio, quando a temperatura do dia para a noite só varia de 10°C. a 15°C. (outono)

Nos meses de Junho, Julho e Agosto (inverno), durante o dia a temperatura gira em torno dos 22°C. mas a noite chega a 0°C.

Em passeio no Geysers El Tatio a mínima pode chegar a -14°C. ou menos ainda.

Em Setembro e Outubro (primavera), a temperatura é amena e a diferença térmica não é extrema.

Pontos Turísticos

  • Calama (Maior cidade do Atacama)
  • Piedras Rojas
  • Cordilheira do Sal
  • Chuquicamata (Maior mina de cobre a cova aberta do mundo)
  • Geisers de Tatio (Gêiseres na maior altitude do mundo, quase 5000 m, nuvens de até 11 metros)
  • Museu arqueológico Padre Le Paige (Museu em São Pedro de Atacama, mostrando a cultura atacamenha no decorrer de 11000 anos de história)
  • Museu de San Miguel de Azapa (Importante museu localizado no Vale de Azapa)
  • Lagoa Miñiques (Lagoa altiplânica localizada próxima a Salar de Atacama)
  • Lagoa Miscanti (Lagoa altiplânica)
  • Lagoa Verde (Lagoa altiplântica na qual ocorre um fenômeno de mudança de cor)
  • Tour Astronômico
  • Salar de Tara
  • Pukara de Quitor (Antiga fortaleza Inca, ocupada em 1540 pelos espanhóis e restaurada em 1981 e 1992)
  • Ruínas de Tulor (Antigas ruínas da região)
  • Vulcão Corona (Possui 5.200 metros de altitude)
  • Vulcão Lascar (Possui 5.592 metros de altitude)
  • Vulcão Licancabur (Possui 5.916 metros de altitude)
  • Vulcão Miñiques (Possui área de 1,5 km²)
  • Vulcão Miscanti (Possui área de 15 km²)
  • Vulcão Ojos del Salado (Possui 6 885 metros de altitude, é o vulcão mais alto do mundo)
  • Valle de la Luna (Depressão no meio da Cordilheira do Sal)
  • San Pedro de Atacama (Antiga cidade dos impérios Tiahuanaco e Inca, principal destino turístico do Chile)
  • Salar de Atacama ou Salar de Surise (Planície de sal povoada por flamingos)
  • Termas de Puritama (Termas com água variando entre 25 °C e 30 °C com propriedades medicinais)
  • Vale da Morte (Possui terreno arenoso e montanhoso, e admiráveis esculturas naturais. Com rara presença de vida, motivo pelo qual leva o nome de Vale da Morte)

Lugares para conhecer na América do Sul – #6 Catedral de Sal – Colômbia

Lugares para conhecer na América do sul - Catedral de Sal
Construída no interior das minas de sal de Zipaquirá, simpática cidadezinha na Colômbia, tornou-se o santuário católico mais célebre do país, devido a memória da Via Crucis de Jesus Cristo.

Na Savana de Bogotá, a 49 km ao norte, essa igreja subterrânea é um complexo cultural do Parque do Sal com 32 ha.

Tendo como tema a mineração, a geologia e os recursos naturais, interessados em ecoturismo, turismo religioso ou das ciências geológicas e arqueológicas, são os turistas mais frequentes.

É considerada a primeira das Sete Maravilhas da Colômbia, assim como está entre as Sete Maravilhas do Mundo Moderno.

Ao adentrar pela mina de sal ainda ativa, um show de surpresas inusitadas, esculpidas no sal e com um espetáculo de iluminação.

O acesso não é muito bom, mas dá para alugar um carro, ir de ônibus (1:30 horas). É um passeio rústico, se for de bus, com caminhada, mas vale super a pena.

Na bilheteria há vários pacotes disponíveis, o mais barato inclui entrada na Catedral, show de luzes, espelho d’água e um vídeo 3D.

Na entrada da mina já começa a apresentação das luzes, e a visita é feita por guia bilíngue, que explica desde o começo que a mina passou a ser explorada, até a utilização atual da mesma e o tempo que deve durar. (pelo menos 500 anos).

A Catedral foi idealizada para explorar a parte inativa da mina, e seus túneis foram sendo preenchidos com a via sacra de Jesus esculpidos em sal.

Esculturas maravilhosas no trajeto, como o encontro de Jesus com Maria e o momento que Jesus é despido de suas vestes. Impactante!

Numa segunda fase da visita, há uma passagem em forma de cruz e uma belíssima cúpula azul vislumbrando 2 passagens (túneis), um com terraço e vista para a parte mais profunda da Catedral (sala principal) e um auditório e o outro túnel com um caminho a ser percorrido.

Três escadarias com um anjo no topo levarão você ao salão principal, uma imagem surreal, encantadora.
Casamentos e batismos são realizados na Igreja com 3 esculturas belíssimas, todas iluminadas.

No final do passeio, uma lojinha cheia de de produtos colombianos e um espelho d’água.Um passeio imperdível.

Dicas:- Troque o dinheiro no Aeroporto, o câmbio é o mesmo no centro da cidade.
Ande sempre com dinheiro vivo, a maioria dos comércios não aceita cartão de crédito.

Pegue somente Taxis Oficiales na fila do Aeroporto e pague no guichê. O bilhete sai impresso com o preço. Se você entrar direto nos taxis ou camionetas, vai pagar mais caro. portanto os taxis credenciados são mais confiáveis.

A moeda é Peso Colombiano, US$ 1,00 corresponde a 1700 pesos colombianos.

O centro de Bogotá é como São Paulo em termos de segurança. Tem que ficar esperto e não vacilar com celular, bolsas e máquinas fotográficas.

A parte mais bonita é a Zona Rosa, onde estão os Shoppings e baladas. Mas se você não quer gastar muito, o centro é uma opção excelente.

O mais confortável é mesmo pegar táxi para ir do Centro e Zona Rosa, vai custar próximo a 9 dólares.

Lugares para conhecer na América do Sul – #7 Huacachina – Peru

Lugares para conhecer na América do sul - Huacachina
Huacachina está situada ao oeste de La República del Perú.

Fica em torno de um pequeno oásis, formando uma vila ao redor da Huacachina Lagoon Drops, cercada por dunas de areia branca.

Na cidade de Ica, nesse pequeno vilarejo você encontrará lojinhas, restaurantes, pousadas,hostels.

O lugarejo fecha cedo, fica aberto até 22:30 hs, mas o atrativo principal é mesmo pela manhã.

O passeio de bug pelas ruas do deserto comportam até 12 pessoas. Uma aventura incrível.

Dunas de até 30 metros de altura fazem o frisson da moçada. Descê-las de Sandboard é uma delícia.

Depois dessas manobras super radicais, o motorista leva a turma para uma área mais plana para apreciar o por do sol.

Leve sempre óculos, é impossível ficar de olhos abertos, o vento é muito e a areia está em toda parte.

Se você quiser badalação depois que a vila está fechando, vá até a cidade de Ica que é bem pertinho, aproximadamente 8 km e o taxi é barato.

No lago dá para andar de barquinho ou pedalinho, cada hotel tem o seu. Portanto se você for ao Peru, não deixe de visitar esse inusitado lugar.

O idioma é o Espanhol e a moeda é o Soles Peruano.

É realmente lindo e vale super a pena, apesar de ser um destino popular e bem cotado entre os mochileiros.

Lugares para conhecer na América do Sul – #8 Salar de Uyuni – Bolívia

Lugares para conhecer na América do sul - Salar

Nessa imensidão branca, localizada no sudoeste da Bolívia, perto da fronteira do Chile e do Deserto do Atacama, na Cidade de Uyuni, fica o Salar de Uyuni a 500 km da Capital La Paz , e para se chegar lá é necessário um carro 4×4 e ter bastante espírito de aventura.

As vias da Bolívia não são asfaltadas, dessa forma você vai levar 10 horas de solavancos. ( mas não desista).
Chegar de avião é uma melhor escolha, 1 hora de voo. Existem 2 principais companhias aéreas:- a Boa – Boliviana de Aviación e a Amazonas. Tudo vai depender do que você quer gastar.

Mas vale super a pena visitar, é simplesmente espetacular.
É tão ilógico que compensa todos os desalentos das estradas ou os gastos com o voo.

Legal é ficar pelo menos 3 dias. existe hotel luxuoso todo feito de sal como o Luna Salada e os hotéis da rede Tayka ( comunitários).
Há possibilidade de dormir em alojamentos coletivos, mas o banho é de água fria ou ficar sem banho, riscos que você pode correr se preferir um lugar econômico.

Várias agências de turismo locais, oferecem tours pelo Salar e pelas Lagunas Coloradas. Alguns privados ( se sua turma for grande compensa) e outros compartilhados.
Os carros costumam estar em bom estado, mas confira antes. Motoristas costumam ser abusados.

Situado a 3.656 metros acima do nível do mar, o Solar de Uyuni é a maior planície de sal do mundo. Um verdadeiro espelho de 10.582 km.

Uma paisagem deslumbrante, dá a sensação de se estar acima do solo, nas nuvens. Na linha do horizonte céu e terra se fundem formando um inesquecível cenário.

Mas se você fizer um tour, alem do Salar, vai conhecer também a laguna Branca, de águas translúcidas que se relete toda a luz emanada da brancura local.

Laguna Blanca – Água translúcidas que se reflete a luz que emana da brancura do local,

Laguna Verde – Entre paisagem montanhosa e árida, águas de cor esmeralda, parece ter saído de algum lugar do Caribe.

Géisers Sol de Mañana – Em meio às atividade vulcânica, é possível conhecer grandes crateras e ver géiseres em atividade.

Laguna Colorada – Ponto alto, ver os flamingos se refrescando e apreciar sua coloração avermelhada.

Árbol de Piedra – Uma obra de arte esculpida pela ação do tempo.

Lagunas Altiplânicas da Bolívia – Com características próprias, lagoas com beleza indescritíveis farão do tour uma aventura realmente inenarrável.

Hotel de Sal – Tirando fora o WC, tudo é feito de sal maciço. Uma experiência surpreendente.

Poucos lugares no mundo, reúnem tanta beleza, um lugar que não se pode deixar de conhecer.

Está gostando do conteúdo?

Junte-se a comunidade dos Loucos Por Férias para receber gratuitamente artigos em primeira mão, dicas e pacotes promocionais de viagens inesquecíveis!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *